Mapping the Value of Neighborhood ‘Character’

Is historic preservation a friend or foe of affordability? That depends on where you’re looking.

Creating special districts of antique homes in the name of “characterâ€? can block access to schools, amenities, and property values for those who can’t pay the cost of entry. And suppressing new development in certain neighborhoods limits the potential for tall, dense buildings that can accommodate the most people at the lowest prices, many urban economists say.

Fonte: Mapping the Value of Neighborhood ‘Character’

Guide to Integrating GIS Into Local Government Released ~ GIS Lounge

CRCpress acaba de lançar um novo livro, SIG “Planejamento Estratégico GIS e Gestão no Governo Local”. Mais recente lançamento de David Holdstock, este livro baseia-se em seus vinte e cinco anos de experiência na indústria de GIS e oferece uma visão abrangente de integração SIG em governos locais. David é o diretor executivo da Geographic Technologies Incorporated, gerente de GIS para uma das principais empresas de engenharia de transporte do mundo, em Nova York, e ocupou o cargo de diretor de SIG do instituto de pesquisa da North Carolina State University.

Fonte: Comprehensive Guide to Integrating GIS Into Local Government Released ~ GIS Lounge

Relatório Final Pesquisa APQ-00023-13

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA

FAPEMIG

Título:

“Uso da Computação móvel como Instrumental para o Desenho Universal: Educação, Avaliação e Melhoria do Espaço Urbano.â€?

Processo APQ-00023-13

Coordenador:

Prof. Dr. Renato Cesar Ferreira de Souza

Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais

Rua Paraíba 697, Funcionários, Belo Horizonte, Minas Gerais

CEP 30130-140

 

Email: rcesar AT pesquisador.cnpq.br

 “A Cidadania é extensiva a todos os habitantes da cidade, conferindo-lhes dois direitos fundamentais: o direito à participação e o direito à apropriação dos seus espaçosâ€?.[1]

Carta de Montreal.JPG
Desenho da capa da Carta Montrealense de Direitos e Deveres (2005)

 

Conteúdo

Introdução 5

Aspectos do projeto 6

Caracterização do problema: o acesso à cidade 6

Pressupostos 7

Hipótese: Tecnologia da Informação como instrumental 8

Novas formas de pensar o urbano 11

Produtos Originados 12

Questões técnicas 14

Acessibilidade 20

Habitabilidade 22

Riscos 24

Design Universal 26

Uso do Aplicativo 29

Interfaces para computadores desktops 30

Interfaces para dispositivos móveis 35

Estatísticas para o Campus 37

Projetos de desenho urbano elaborados com o apoio do instrumental 40

Conclusão 42

Bibliografia 44

Introdução

Este relatório descreve e analisa objetivamente os resultados da pesquisa “Uso da Computação móvel como Instrumental para o Desenho Universal: Educação, Avaliação e Melhoria do Espaço Urbanoâ€? apoiada financeiramente pela FAPEMIG no período de 2013 a 2015.
Leia mais

Análise espacial Campus UFMG

RESUMO

  A presente pesquisa insere-se no contexto do desenvolvimento simultâneo e acelerado dos processos de urbanização e desenvolvimento tecnológico. Por um lado, os conflitos socioespaciais derivados do adensamento das cidades tem resultado na perda significativa da qualidade de vida dos cidadãos e apresentado uma necessidade cada vez maior da promoção de uma gestão eficiente dos recursos urbanos, especialmente em países em desenvolvimento como o Brasil; por outro, começa-se a observar a mudança de paradigma de um pensamento determinista segundo o qual a tecnologia de informação seria responsável por uma revolução na sociedade com a diminuição das distâncias físicas e crescimento de uma interatividade generalizada que culminaria na dissolução da cidade. Nos últimos anos tem-se avançado no entendimento da TI como um agente vinculado à produção dos espaços materiais num estado de influências mútuas e recursivas. Toma-se como objeto dessa investigação o Campus da Universidade Federal de Minas Gerais, situado na região da Pampulha na cidade de Belo Horizonte. Tem-se como objetivo estudar as correlações existentes entre a análise configuracional e a ocorrência de situações urbanas críticas registradas pelos próprios usuários do campus por meio de uma rede social constituída através de aplicativos para equipamentos de tecnologia móvel.
(mais…)

Avaliação da Qualidade Ambiental de Espaços Urbanos através do Uso Instrumental da Computação Móvel, da Análise Espacial e da Análise de Redes

Chamada MCTI/CNPq/MEC/CAPES N º 18/2012
�rea de Conhecimento: Planejamento e Projeto do Espaço Urbano

Coordenador: Prof. Dr. Renato Cesar Ferreira de Souza Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais Rua Paraíba 697, Funcionários, Belo Horizonte, Minas Gerais CEP 30130-140

 

  1. Identificação da Proposta

Propomos a criação de um aplicativo para auxiliar a gestão do espaço urbano. O aplicativo será um software gratuito para telefones celulares, pads e tablets, que permitirá georeferenciar situações ambientais críticas pelos próprios usuários, dentro de um setor urbano escolhido.

Situações ambientais críticas são conflitos entre atividades das pessoas e os elementos espaciais que lhes dão suporte. Por exemplo, obstruções no sistema viário, falta de iluminação noturna, insegurança em percursos com ocorrência histórica de criminalidade, pouca visibilidade e baixa frequência humana em áreas públicas, dentre outras.

O aplicativo será conjugado com um processo de análise configuracional urbana durante um tempo determinado. Por análise configuracional urbana, entendemos a aplicação dos conceitos desenvolvidos por  Bill Hillier e sua equipe (Hillier, 1984 http://www.bartlett.ucl.ac.uk/; Hillier, 1993; Hillier, 1996), conceitos esses que se detalham na teoria do “Space Syntaxâ€?, e compreeendem a análise das ordenações do desenho urbano e espaço físico que interferem sobre os assentamentos humanos.

Essa conjugação conceitual buscará estudar os registros das situações ambientais críticas, feitos pelos usuários/moradores através do software proposto, na busca de elementos que lancem luz sobre a dinâmica da vida social, econômica e cultural no recorte urbano escolhido.

  1. Qualificação do Principal Problema a ser Abordado

O principal problema abordado nessa pesquisa é a busca de uma gestão cada vez mais eficiente do espaço urbano e de seus recursos. Algumas questões tornam tal problema interessante o suficiente para justificar sua pesquisa:

2.1. Contribuição na eficiência e na dinâmica dos registros e sua análise. 

No Brasil, as cidades estão crescendo como complexos que já necessitam de um gerenciamento altamente competente de seus recursos. Estimativas apontam que esse fenômeno é mundial, e que por volta de 2030 as áreas urbanas em todo mundo irão conter 60\% da população (Urbiotica, 2010). Com essa informação é possível prever um adensamento populacional, sendo que as cidades necessitarão de instrumentos cada vez mais eficientes e dinâmicos para ajudar em sua gestão. Portanto, as pesquisas sobre a sustentabilidade dos espaços das cidades brasileiras são extremamente importantes para decodificar sua dinâmica de crescimento e transformação. Essa decodificação deve levar em conta uma análise dos principais conflitos espaciais vividos pela população, mas também deve considerar a análise da configuração do espaço urbano em que ela vive. Temos a hipótese de que o software a ser criado permitirá a formação de uma rede social que poderá refletir o dinamismo das situações urbanas mais críticas, capturando dados que alimentarão a análise da configuração espacial. Isso poderá ajudar, quem sabe, a nortear futuras transformações urbanas a serem planejadas.
Leia mais

Banco de dados analíticos sobre computação contextual brasileira na arquitetura e urbanismo.

EDITAL FAPEMIG 01/2010
DEMANDA UNIVERSAL

Título: Banco de dados analíticos sobre computação contextual brasileira na arquitetura e urbanismo.
Proponente: Renato Cesar Ferreira de Souza
Escola de Arquitetura da UFMG

1. Caracterização do problema:

Computação contextual é um campo de conhecimento que vem tomando corpo nos últimos 10 anos, em decorrência do desenvolvimento das tecnologias de informática e mídias digitais. O termo em inglês – Ubicomp – foi cunhado pelo pesquisador norte-americano Mark Weiser, em 1993, ao antever um tipo de computação onde as pessoas utilizariam espaços comuns e objetos cotidianos como interfaces para o acesso a capacidades computacionais instaladas (Weiser 1993). Uma ampla gama de tecnologias permitiria, assim, que a capacidade funcional dos computadores pudesse ser trazida para o mundo real – o das pessoas comuns e de suas atividades (Shafer 2000). Leia mais

Desenho Universal: educação ambiental e melhoria do espaço urbano

Essa pesquisa, financiada pela FAPEMIG, criou e testou um web-aplicativo para uso em dispositivos móveis (fones e pads) em todas as plataformas, de modo a permitir a monitoração, por parte dos usuários, de aspectos deficientes em relação ao design universal para o espaço urbano da cidade universitária UFMG. O web-aplicativo permitiu o registro de problemas concernentes à avaliação da acessibilidade, da habitabilidade, dos riscos e do desenho universal (Figura 53).

O Pitch produzido sobre os resultados da pesquisa para a FAPEMIG está em HTTPS://www.youtube.com/watch?v=-u4OpmUAmzo

Leia mais

IaaC Fall Lecture Series 2016 > John Thackara > Tuesday 13th of December

John Thackara travels the world in search of practical projects that restore the planet and realize a sustainable future. He writes about these stories at his blo?g (thackara.com) and in books; his most recent title is How To Thrive In the Next Economy (Thames & Hudson 2015).John curated the celebrated Doors of Perception conference for 20 years – first in Amsterdam, later across India – and has led place discovery workshops in 40 countries. He directed the world’s first social innovation biennial, Dott 07 in Eng?land, and the first ecolog?ical city biennial, City Eco Lab in France. John is a Senior Fellow at the Royal Colleg?e of Art in London, a visiting? professor at SVA in New York, and an advisor on social-ecolog?ical innovation to cities, companies, and civil society.

Fonte: IaaC Fall Lecture Series 2016 > John Thackara > Tuesday 13th of December